A HISTÓRIA DA UFSCar

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS

Criada em 1968, a UFSCar foi a primeira, e até hoje é a única, Universidade Federal do interior do Estado de São Paulo. Em março de 1970, ela recebia seus primeiros 96 alunos para os cursos de Licenciatura em Ciências, hoje já extinto, e Engenharia de Materiais, pioneiro na América Latina. Entre a assinatura do decreto presidencial que a criou, em 1º de dezembro de 1968, e o início das aulas, uma comissão formada na Prefeitura Municipal de São Carlos coordenou os trabalhos para implantação do Campus.

Avaliadas as possibilidades, a Fazenda Trancham, situada às margens da rodovia Washington Luís, foi apontada como a propriedade adequada para receber a UFSCar. Assim, as instalações da antiga fazenda foram adaptadas para receber a administração, salas de aula e laboratórios.

CENTROS E CURSOS

Também nos anos 70 foram criados os três primeiros centros acadêmicos da instituição. Para abrigar um dos primeiros cursos instalados na Universidade foi criado o Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET), em 1972. Também nessa época foram abertas vagas para os cursos de Física e Química.”

A partir de 1972 se consolidam as condições para a criação do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). O primeiro curso de Licenciatura em Ciências foi extinto e criado o de graduação em Ciências Biológicas. O primeiro curso na área de saúde, o de graduação em Enfermagem, é implantado em 1977. Em 1994 é implantado o curso de graduação em Educação Física.

Com a criação do curso de Pedagogia, é criado em 1972 o Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Até o final dos anos 80 o corpo docente da área de Humanas estava vinculado majoritariamente ao Departamento de Fundamentos Científicos e Filosóficos da Educação. Com o processo de redepartamentalização realizado na Universidade surgiram os departamentos de Ciências Sociais, Educação, Filosofia, Metodologia de Ensino e Psicologia.

Na década de 90 surgem mais novos cursos: o de Ciências Sociais, em 1991; Psicologia e Biblioteconomia e Ciência da Informação, em 1994; Letras e Imagem e Som, em 1996; e Licenciatura em Música com habilitação em Educação Musical, em 2004.

O segundo campus da Universidade foi criado em janeiro de 1991, quando a UFSCar incorporou as unidades paulistas do extinto Programa Nacional de Melhoramento da Cana-de-Açúcar (Planasulcar), órgão ligado ao Instituto do Açúcar e do Álcool (IAA), em Araras. Em 1993 já eram oferecidas vagas para o curso de Engenharia Agronômica, e, assim também foi criado o Centro de Ciências Agrárias (CCA). O campus de Araras também possui unidades nos municípios de Anhembi e Valparaíso.

Atualmente a UFSCar oferece 33 cursos de graduação distribuídos em quatro áreas do conhecimento, totalizando 1.375 vagas.

PÓS-GRADUAÇÃO

Em 1976 foram criados os dois primeiros programas de pós-graduação: o de Ecologia e Recursos Naturais (mestrado e doutorado) e o de Educação (mestrado). Em 1988 é implantado o Programa de Filosofia e Metodologia das Ciências e, em 1994, o de Ciências Sociais.

No Programa de Pós-graduação em Fisioterapia, a UFSCar foi pioneira no país, implantando o primeiro mestrado na área, em 1977, e o doutorado em 2002.

Atualmente a UFSCar oferece 34 cursos de pós-graduação, divididos em 20 programas, sendo 20 cursos de mestrado e 15 cursos de doutorado. Eles estão distribuídos em três áreas do conhecimento, sendo que um dos programas é interdisciplinar.

Coordenados pela Pró-Reitoria de Extensão, em 2004 a Universidade também oferece 6 cursos de pós-graduação lato-sensu (especialização)

UNIDADES DE APOIO

Com o objetivo de dar apoio ao intercâmbio de docentes e alunos, em 1993 foi criada a Assessoria da Reitoria para Assuntos Internacionais (ARAI). A Assessoria consolidou importantes parcerias, dentre elas com o Projeto Inside, da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), e com o Programa Escala, da Associação de Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM).

Com o objetivo de expandir sua atuação universitária, em 1993 a administração da Universidade implanta Escritórios Regionais, por meio de convênios com as prefeituras de Assis, Araçatuba e Fernandópolis.

A instalação da Biblioteca Comunitária da UFSCar também marca um importante período da Universidade. Em 1995 um novo prédio foi construído para atender além dos alunos e professores universitários, a comunidade de São Carlos e região. Para enriquecer seu acervo, em 1995 ela adquire coleção especial do jornalista e crítico literário Luís Martins, e, em 1996, a coleção do sociólogo e educador Florestan Fernandes.

A Editora da UFSCar (EdUFSCar) publica seu primeiro livro em 1993. Até 2003, no catálogo já existiam 115 títulos, dois CD-ROMs e um CD musical.

Ao criar o Programa de Atividades Ecológicas (PAE), em 1990, a Universidade tem uma iniciativa pioneira na gestão de recursos naturais. A partir daí, em 1993 foi desenvolvido o Programa Integrado de Manejo Florestal (PIMFLOR), responsável pela implantação de um cinturão de eucaliptos ao longo dos 222 hectares que compõem as divisas da UFSCar. No mesmo ano, para atender as demandas de questões ambientais, foi criada a Coordenadoria Especial para o Meio Ambiente, que teve sua sede construída em 1996.

Ao longo de sua história outras unidades foram instaladas para que tanto as atividades acadêmicas como as administrativas tivessem o suporte necessário para seu funcionamento pleno. Dessa forma, atualmente a Universidade conta também com as seguintes unidades: Prefeitura Universitária, Secretaria Geral de Recursos Humanos, Secretaria Geral de Informática, Coordenadoria de Comunicação Social, Secretaria Geral de Assuntos Comunitários, Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Institucionais, Escritório de Desenvolvimento Físico e Procuradoria Jurídica.

A Universidade conta também com as Pró-Reitorias de Graduação, Pós-Graduação, Extensão e Administração. A partir de abril de 2004, com a aprovação das diretrizes relacionadas à estrutura organizacional da UFSCar constantes do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), serão tomadas medidas para as adequações estatutárias e regimentais necessárias visando a instalação da Pró-Reitoria de Pesquisa, vinda do desmembramento da atual Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação.

siga o elite

Rua Luís Otávio, 2535, Mansões Santo Antônio - Campinas - SP